Cepal vê crescimento de 0,5% para a América Latina em 2019 | Economia


A América Latina crescerá apenas 0,5% este ano, abaixo do 1,3% estimado em abril, devido a uma deterioração generalizada na maioria dos países, especialmente da América do Sul, segundo previsões da Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe (Cepal) divulgadas nesta quarta-feira (31).

“Diferentemente de anos anteriores, em 2019 a desaceleração será generalizada e afetará 21 dos 33 países da América Latina e do Caribe. Em média, espera-se que a América do Sul cresça 0,2%, a América Central 2,9% e o Caribe 2,1%”, aponta o relatório, segundo a France Presse.

Proleções de crescimento

Expectativa se deteriorou na maioria dos países

Fonte: Cepal

A projeção da Cepal é um pouco mais pessimista que a do Fundo Monetário Internacional (FMI). Estimativas do fundo divulgadas na semana passada apontavam para um crescimento de 0,6% da região este ano. As projeções para o Brasil, no entanto, são as mesmas entre os dois organismos, de 0,8%.

A Cepal atribui esse desempenho aos efeitos de um enfraquecimento sincronizado da economia global, que tem implicado em um cenário internacional desfavorável para a região. No âmbito interno, também, o baixo crescimento é devido ao pouco dinamismo apresentado pelo investimento, pelas exportações e por uma queda do gasto público e do consumo privado.

“A região enfrenta um contexto externo com maiores incertezas e complexidades crescentes: menor dinamismo da atividade econômica mundial e do comércio global; maior volatilidade e fragilidade financeira; questionamentos ao sistema multilateral e um aumento nas tensões geopolíticas”, disse Alicia Bárcena, secretária-executiva do organismo das Nações Unidas, em uma coletiva de imprensa realizada em Santiago, Chile



Source link