Mercedes-AMG One de 1.000 cv tem entregas adiadas para 2022


Revelado em setembro de 2017, o Mercedes-AMG One apareceu no Salão de Frankfurt (Alemanha) como o conceito Project One. Quatro anos depois, o evento alemão até mudou para Munique e o esportivo com motor da Fórmula 1 ainda não chegou às ruas. Para piorar, surgem rumores de que a fabricante adiou a entrega das primeiras unidades para 2022.

É o que diz o site Mercedes-Fans.de, afirmando que a AMG só iniciará as entregas do Mercedes-AMG One no 1º trimestre de 2022. A razão seria o atraso no desenvolvimento, por conta da mudança nas regras de emissões na Europa, o que deu muita dor de cabeça para os engenheiros na busca de uma solução para fazer o motor 1.6 V6 atender às normas.

O futuro hipercarro da AMG mostrou problemas logo no início do desenvolvimento. Um exemplo é que o motor da F1 fica a 5.000 rpm com o carro parado e isso teve que ser alterado para 1.200 rpm. Ainda terá algumas mudanças de design em comparação ao conceito de 2017, além de deixar de lado o nome “Project” para usar o batismo “E Performance”, que será adotado por todos os híbridos de alta-performance.

Vale lembrar que apenas 275 unidades serão produzidas, sem a promessa de ter uma variante no futuro, e cada uma delas já foi vendida, por US$ 2,72 milhões (R$ 14.393.696 pela cotação atual) – a Mercedes até fez um contrato para os clientes, impedindo não revender o veículo por um tempo. Por uma quantia dessas, os compradores receberão um hipercarro com motor da Fórmula 1, em conjunto com quatro propulsores elétricos e que deve entregar mais de 1.000 cv, ou até mesmo chegar perto dos 1.200 cv, se os rumores estiverem corretos.

Enquanto isso, um protótipo foi avistado rodando perto de Nürburgring (Alemanha) em um dia chuvoso. Falando no circuito alemão, a fabricante sugere que o Mercedes-AMG One pode conseguir o recorde de volta no “Inferno Verde”, superando o Porsche 919 Hybrid Evo, que completou uma volta em 5:19.55.



Source link